Portabilidade ou Insuportabilidade?

Peço apenas um minuto da sua atenção


Portabilidade deveria ser: Uma facilidade que possibilita ao cliente de serviços de telefonia fixa e móvel manter o número do telefone (código de acesso) a ele designado, independentemente da operadora do serviço a que esteja vinculado.

Meu blog não é para tratar desses assuntos, já disse e repito isso, não foi criado com a intenção de virar portal de reclamação, mas estou tão indignada, tão arrasada que não me resta outra coisa (já que tanto o meu trabalho, quanto minhas inspirações estão duramente comprometidas), a fazer, a não ser dividir essa situação com vocês, e alertá-los para essa armadilha que é trocar seis por meia dúzia. Tudo começou há quase um mês e cheguei a publicar aqui como tudo começou.

Tenho ou tinha, não sei mais, um numero de telefone que é minha ferramenta de trabalho, que foi amplamente divulgado, que consta em todos os meus cartões, sites dentre outros – Um número que utilizo por mais de dez anos que não sei mais onde ele está.


Não vou repetir aqui sobre o descaso dessas empresas, nem a forma desrespeitosa com que somos tratados, porque infelizmente não vou recuperar as minhas perdas – É fato.
Porém sinto-me no dever de alertar a todos sobre minha indignação em relação à prestação dos serviços de telefonia em nosso país. Como diria o Casoy – Isso é uma vergonha!

Antes de mudarem de operadora de serviços (telefonia, TV por assinatura, banda larga e agora até os planos de saúde) prestem atenção nos contratos, naquelas letrinhas microscópicas que ninguém lê.
Porque definitivamente elas não são claras e nem auspiciosas como diriam os personagens indianos da novelinha das oito.

Ocorre que muitas vezes, com a esperança de que algum milagre nos salve de serviços ruins e caros, e ainda movidos por propagandas massificantes e claramente enganosas, uma hora acabamos cedendo e optamos por uma troca, que teórica e tecnicamente deveria ser melhor para o usuário.
Mas, não se iludam. Ainda continuamos no 5º. mundo não temos serviços de qualidade, respeito e isso também é fato.
Basta darem uma espiadela nas páginas da web, para entenderem o que estou dizendo.

Por não ter mais a quem recorrer e por desespero total pude constatar que a lista de reclamações e indignação é muito maior do que supunha e tudo indica que as vantagens financeiras com o abuso compensam largamente a ação abusiva.

Dia desses, depois de desligar o telefone de mais uma reclamação da minha parte junto a uma dessas operadoras de telefonia; telefônica, net fone, Embratel ou Anatel, nem me lembro mais com quais dessas me contorcia de tanta raiva, num minuto de lucidez fiquei pensando comigo mesma; - porque esses consumidores que trabalham nessas empresas não as denunciam, pois são eles os primeiros e, às vezes, os únicos a tomarem conhecimento da prática abusiva enganosa.

Cansei de ouvir: Entendo senhora, lamento senhora, não posso fazer mais nada senhora... É bom lembrar que todo empregado é também consumidor e se a empresa em que ele trabalha engana os consumidores, fatalmente, ele também um dia será lesado por ela ou por outra.

Até quando teremos que suportar este péssimo padrão de serviço oferecido? Quanto tempo mais ficaremos a ouvir os gerundismos (mais uma amostra da falta de preparo) dos operadores e das empresas que estão literalmente se lixando para nós?

Nestas duas ultimas semanas quase enfartei tentando cancelar o serviço, ou o desserviço.
Fizeram comigo todo o tipo de enrolação que podiam, muitas vezes desliguei o telefone em prantos (não é exagero não, é desespero).
Se o poder público, tomando consciência do tamanho do problema (também são consumidores), condenasse as empresas que abusam a pagar vultosas indenizações punitivas ou obrigá-las a agirem de acordo com a lei, certamente teríamos nos próximos anos o direito do consumidor respeitado e um mercado de consumo mais forte.

Detalhe: Essa situação já vem acontecendo comigo há quase um mês, ou seja, desde que entrei nessa roubada chamada PORTABILIDADE, e logo no terceiro dia percebendo que havia sido mais uma "premiada", venho me debatendo com esse assunto.

Até o minuto presente, não consegui nenhuma solução para este problema, estou sem internet e o pior vocês não sabem: - Minha linha de telefone fixo simplesmente desapareceu, não tenho telefone em casa nem para reclamar, porque o telefone móvel diz o seguinte:
“Não podemos realizar esse tipo de chamada – Que tal???
No momento sou dona de uma linha telefônica FANTASMA, porque aqui no meu endereço ela não se encontra, sumiu, desapareceu!!!!!
Continuo sendo empurrada de uma operadora para outra, e a cada telefonema é como se eu nunca tivesse dito nada, como se nada tivesse acontecido e tome-lhe na cara números e números de inúteis protocolos se avolumando para servirem de desculpas para DIZEREM que estão me atendendo!!!!!! - “Essa conversa está sendo gravada SENHORA!!!” !
E, em mais um minuto de sanidade penso comigo: Para usar contra quem?

PS.: Tudo isso começou quando mudei de speedy/Telefonica para Net/ Combo (pacote de TV a cabo e Internet com a condiçao de Net Fone/Embratel a tal PORTABILIDADE). Até a última sexta-feira a noite nenhuma das duas operadoras citadas sabiam do paradeiro do meu telefone. E a Anatel desde que tudo começou a cada telefonema pede que eu aguarde providências de até 5 dias úteis... E lá se vão 5+5+5+... Ninguém merece!
Se alguém souber, o que mais posso fazer me ajude
– PAGO RECOMPENSA!

A WEB de cada um


Falar de internet nos acelerados segundos de hoje não é tarefa das mais fáceis.
Antes, gostaria de falar sobre o porquê deste assunto.
No fim do ano passado, tive o privilegio de participar de um evento inédito promovido pelo portal do Itu News sobre Jornalismo 2.0.
Embora não seja jornalista (colaboro com uma pequena coluna no portal) queria muito ficar por dentro do assunto e saber mais sobre o futuro da imprensa com esse mundo cada dia mais virtual. “Hoje, qualquer pessoa pode fotografar ou filmar um evento e colocar na rede em minutos, pessoas do mundo todo podem acessar essa informação”. Ouvi isso no encontro e muito mais.
No evento, jornalistas, profissionais de comunicação, empresários dentre outros interessados falavam sobre conveniência, uso do tempo que une o útil ao super agradável - Possibilidades de relacionamentos e dinheiro, diversão, amizade e até reencontros. Um jeito novo, diferente nem por isso menos real - A INTERNET!

Para mim o prazer aconteceu nesse buscar – daí começar a entender essa engrenagem foi um pulo.
Exige pesquisa, observação, muita leitura, troca de idéias, papo furado, cultura útil ou fútil, musica boa, musica nada a ver... Hoje, a impressão que tenho, é que as pessoas que trabalham com TI se levantam todos os dias pensando no que vão criar de mais novo para amanha de manha! !

Tento acompanhar a voracidade de um mundo em que a produção de conhecimentos e de informação acontece numa velocidade impressionante.
Mega, super, hiper... Mas, minha cabeça ainda conflita com o esse mundo de tantas informações.
Tento e é bom que se diga, não sem dificuldades, absorver o mais rápido possível; informações de toda ordem, atualização, sites que tento administrar que sou obrigada utilizar como ferramenta de trabalho, blogs e fotoblogs para melhorar a interação, tentando abastecer os diversos veículos com coisas bacanas, que sejam úteis, viáveis, diferentes ou relevantes de alguma forma...
E lá vão senhas e mais senhas as minhas e a dos outros... O mais avançado antivírus... Ufaa! Respiro fundo e penso em tudo de novo que ainda esta por vir.

Depois de algum tempo usando a web para trabalhar, me relacionar, aprendi a exercitar e tentar imaginar o máximo possível que tudo que está publicado no virtual só está lá graças ao real. E bem ou mal, estamos no real.
Mesmo para os mais resistentes - não há discussão. A internet mudou a forma de fazer marketing, a forma de atender aos clientes, a forma de fazer negócios, a forma de educar, fazer amigos e até de aprender. Isso é fantástico!
No evento isso ficou ainda mais claro.

Por isso mesmo, a cada dia que passa acredito mais e mais que serviços, informações de qualidade ou simplesmente coisas divertidas e simples, já rende um bom começo.
Se você usa seu nome para divulgar uma nova idéia, um produto, um serviço ou alguma causa, se for realmente bom inevitavelmente cairá no infalível boca-a-boca e não será diferente com a internet.

Entretanto, vamos combinar né; um carinho, um abraço, bater um bom papo com os amigos é muito mais prazeroso que um e-mail.
Sem falar na saúde - Uma caminhada ao ar livre vale mais que uma maratona pela internet. A natureza, um pôr de sol, mesmo numa movimentada avenida em meio a um trânsito de 200 km, ainda é mais legal que uma paisagem deslumbrante, porém virtual.

Para nós aqui desse espacinho virtual, não menos real, onde trocamos idéias sobre casa, decoração, organização dentre outros assuntos... é bom não esquecer que também passear por uma feira de antiguidade, de artesanato, ver as coisas interessantes e poder tocá-las, apalpá-las ainda é muito melhor do que qualquer imagem na internet.

Que tal aproveitar o final de semana para fazer algumas visitas?

A nossa vida é real!
A internet sem duvida veio para agregar e não para tomar o espaço da realidade.
No encontro com meus colegas do Itu News, por exemplo, me senti infinitamente mais feliz do que em nossos animados clicks virtuais!

E até mais, porque agora estou indo almoçar pessoalmente com os meus filhos!
Desejo a todos um maravilhoso final de semana.

Bj bj bj

Salve Jorge

by Santinha
Salve o Sol, Salve a Lua e as Estrelas, e todas as formas de Luzes que permeiam o nosso Universo que é Deus, figura inabalável da Criatura ungida pela Paz, pelo Amor e pelo Respeito aos Homens de boa vontade.

Devotos no mundo inteiro comemoram no dia 23 de abril, o Dia de São Jorge, o santo padroeiro da Inglaterra, de Portugal, da Catalunha, dos soldados, dos escoteiros, dos corintianos e celebrado em canções populares de Caetano Veloso, Jorge Ben Jor e Fernanda Abreu.

No oriente, São Jorge é venerado desde o século IV e recebeu o honroso título de "Grande Mártir". Guerreiro originário da Capadócia e militar do Império Romano ao tempo do imperador Diocleciano, Jorge converteu-se ao cristianismo e não agüentou assistir calado às perseguições ordenadas pelo imperador.
Foi morto na Palestina no dia 23 de abril de 303.
Ele teria sido vítima da perseguição de Diocleciano, sendo torturado e decapitadoem Nicomédia, tudo devido à sua fé cristã.
Santo Guerreiro foi cassado pelo Vaticano em 1969

Curiosidade:
Ele está lá na Lua com seu cavalo branco combatendo o Dragão.
Em muitas casas e comércios, a imagem de São Jorge aparece em quadros ou estátuas. Tão adorado e respeitado, e mesmo assim está entre os 200 santos “cassados” pelo papa Paulo VI em 1969, no Concílio do Vaticano II. A decisão, polêmica, só considera “santos” aqueles cuja existência tenha comprovação ou que não seja acompanhado por lendas estranhas (no caso de São Jorge, o dragão).
Assim, por um ou outro motivo, entre os 200 “cassados” estão Santa Bárbara, São Cristóvão, São Lázaro e Santo Expedito.
Muita gente planta na entrada das casas ou escritórios “espada de São Jorge” ou“lança de São Jorge” para manteros locais seguros, livres de qualquer malefício.

De Olho no Lixo

Já virou uma mania: Não consigo mais caminhar pelas ruas vizinhas do meu bairro, sem fazer uma verdadeira inspeção federal nas grandes caçambas que ficam estacionadas na frente dos edifícios.
Delas já retirei coisas viu! Cestas, caixas de madeira, cadeiras, mesinhas, pedaço de carpetes novos, prateleiras, a última foi essa mini poltroninha ai. Clique nas fotos para pode visualizar melhor ok?!.


Como estou em meio àquela pequena reforminha (que expliquei em meu post anterior), não vou mandar arrumar nada agora.
Mas fiquei tão encantada com a danadinha que resolvi dar uma bela lavada nela e logo já queria ver aonde a colocaria.
Olhando pra ela no canto depois de limpa, fui jogando uns panos que tinha aqui para ver como poderia ficar depois de estofada. Gostei tanto de poder trocar o tecido conforme o “espírito do dia”, que acho que vou deixá-la assim por muito tempo.
Aqui vestida de chita

Aqui vestida para o outono

O truque é o seguinte: O tecido tem que ser grande e não pode ser escorregadio. Coloque o tecido bem no meio da peça, e devagar vá alisando e enfiando para dentro do estofamento o pano.
O tecido de oncinha é um veludinho que aderiu muito bem ao tecido que já esta nela, tem caimento. Ah, sentei várias vezes e o tecido colocado por cima não saiu do lugar.
A chita por ser de algodão, também adere bem, depois de colocado bem direitinho, dei pequenos pontinhos com uma linha forte nos cantos do lado de fora para que não ficasse armado nas laterais.
Neste momento a poltroninha vai ficar num cantinho que não é muito usado, mas que estava vazio.

Poltrona do lixo dois anos depois
não ficou linda?


O baú preto de plástico trazido dos EUA pelo meu filho veio com a mudança, pena não encontramos deles por aqui. Dentro guardei enfeites que já retirei da casa (para não ficar recebendo poeira), serve para apoiar coisas, pode virar mesinha de centro, de canto...


Detalhe do quadro que aparece em pé ao lado da poltroninha


Os quadros foram feitos por mim e já andaram por vários ambientes, agora vão ficar no canto aguardando novo lugar para serem colocados depois que a obra terminar.

Aproveito esse post para começar a postar meus selinhos que se acumulam, e não quero parecer ingrata, mas este veio a calhar com o tema. Ganhei da Aline do Blog Entre Pinceis
Agradeço demais!!!

A Aline mora em Niterói, mas nasceu em Varginha e disse que nunca viu um E.T
Pelo que entendi, o selinho foi repassado para blogueiras que reutilizam o lixo transformando-o em arte, reciclam ou de alguma forma contribuem para um mundo menos poluído e melhor.
Esse selinho não tem uma regra específica, assim sendo, gostaria que todos que de certo modo já contribuíram para a causa postassem o selinho no seu blog.
Abaixo deixo um lembrete para quem ainda não sabe (a data é nova), que amanha dia 22 de abril o comemora-se o dia Planeta Terra

Saiba mais sobre o Earth Day

Reformas Possíveis


Transformar nossa casa, nossa cidade, nossa vida... Pode parecer impossível algumas vezes, mas pequenas modificações podem ser necessárias e fazem maravilhas.
Fui obrigada a fazer uma reforma (quase inteira) no banheiro da suíte, por conta de uma infiltração, apartamento velho sabe comé.

Como não estava preparada $$, pois a obra me pegou totalmente de surpresa, fiz o básico; troca de encanamentos, sanitários, bancada, torneiras piso etc..

Meu banheiro é espaçoso, claro, ventilado e gosto de ter tudo à mão por ali. Mas ainda não posso deixá-lo 100% como gostaria, porque depois que comecei essa obra, percebi que estava na hora de mexer em tudo; - parte elétrica da casa toda, antigamente, não existia toda essa parafernália eletrônica que maioria de nós tem hoje. Fios correndo soltos ou mal pregados por todos os cantos e rodapés é o que não faltam. E eu abomino isso!!!! Não têm tomadas suficientes e quase nunca posso trocar móveis de lugar pela falta de delas.

A cozinha e área de serviço (capítulo à parte) também estão na lista. Precisam de obra geral... Depois ainda tenho que pintar tudo raspar o piso, trocar esquadrias e pensar em armários, gavetas... uffa!!! Não há prazo de término que tal?
Gosto de organização e de casa bem arrumada. Não ligo para coisas luxuosas, mas adoro os detalhes e preciso sentir aconchegada mesmo com caixas fora do lugar e materiais de obra à vista.
Aproveito a mudança de estação como pretexto para tornar este lugar “stand by”, em um local mais habitável – CASAS POSSÍVEIS!

Hoje vou mostrar apenas algumas soluções baratas que inventei com coisas que já tinha por aqui para deixar o banheiro um pouco mais orgnizado.
Vou ascender a luz do banheiro para vocês verem melhor - Vejam que estilosa...

A cortninha é pura invenção é apenas um pedaço de voal sem barra ou qualquer tipo de acabemento

Esse estrado de um berço que estava a meio caminho do lixo - virô toalheiro

Pia nova com bancada grande para o meu deleite...


Porta Colares e cintos



Debaixo da bancada aguardando armários para quem sabe um dia...

Enfrente da bancada ainda tem espaço para mais uma peça de apoio, ah, - me livrei do Jean Paul Bidê e ganhei ducha higiênica - Paul Bidê agora transformou-se em uma linda jardineira que plantei ervas de tempero e esta la na casinha de Itu.




Vitrô (antigão que vou manter) por onde entra muita iluminação e ventilação, gosto de colocar coisas engraçadas ali. A cortina também é um tecido de voal jogado sem nenhuma costura, só para dar um charme.


Esse armárinho antiguinho ai embaixo quase joguei fora ha alguns anos atrás. Felizmente conservei-o, porque agora depois da reforma ele ajuda a guadar mais outro tanto de coisas, inclusive as do maridão. No futuro vou tirar esse spot feio que esta ai e colocar iluminação de camarim - vai ficar retrô e um verdadeiro banheiro de mulherzinha.


Esse apartamento é daqueles que não se constroem mais – É da década de 60, bem localizado, numa rua tranqüila e relativamente silenciosa. Tivemos a sorte de não ter prédios colados uns aos outros, por conta de um pequeno grupo de casinhas que foram tombadas. Por isso ele é muito ventilado, além de ter pé direito alto e paredes de tijolos de barro. A iluminação é 100% natural a qualquer hora do dia. O piso é de tacos que eu sempre adorei. Sei que vale a pena investir, mas também sei que preciso ter paciência. arg agr...
De lá para cá...


Para não me sentir acampada na minha própria casa, estou procurando manter certa ordem, agora eu sou a minha cliente, se é que me entendem, mesmo porque minha casa tem horas que se transforma em uma espécie de ateliê; - Faço reuniões de trabalho, exponho os meus trabalhos, recebo alguns clientes e amigos, e até hospedes, porque tenho amigos e família que moram em diversas cidades por esse mundo afora, mas quando vem a São Paulo se hospedam aqui, já virou point. Eu adoro receber!
Aguardamos então os próximos capítulos, como diria mamãe: Quem viver verá. Agora preciso apagar a luz!

Idéias para Jardins

Inspirada pelo ar puro longe da capital nesta ultima semana, aproveitei para passear pelas redondezas e apreciar o bom gosto de certos jardins de algumas belas casas de campo.
Muitas vezes quem tem área grande, corre o risco de fazer um jardim onde tudo fica espalhado e distante. Porem, com vasos bem posicionados, plantas escolhidas e bem localizadas dá para bolar cantinhos aconchegantes e bonitos.
As plantas da varanda, não passam despercebidas porque estão em vasos altos de concreto

Pimentinhas no vaso com palmeira
Cantinhos no Jardim

Para presentear os sentidos do paladar e do olfato, além da horta e canteiros de ervas cultivadas pela moradora, a área recebeu arvores frutíferas. Jabuticabeiras, laranjeiras, lichia e até bananeiras garantem a sobremesa...


Trepadeiras escalam muros, forram pérgulas, escondem grades e emolduram portões.


Flor de Paixão – Maracujá
Aproveito e convido a todos para passear na Serra Do Japi, através do blog Ecos do Japi - Provavelmente a única floresta tropical sobre a formação geológica de quartzo, um verdadeiro relicário da natureza e um dos últimos fragmentos florestais contínuos, pertencente ao cinturão verde, bioma da mata atlântica, considerado reserva da biosfera do estado de São Paulo. Passeim pelo blog é maravilhoso!

Há também o colorido das flores, que muda conforme a estação do ano.


Enquanto se constrói um reconstrói-se a alma.
Que cresçam sem barreiras!


Visualizações

Arquivo

Categorias